5 passos para realmente cumprir suas resoluções de fim de ano

“Novo ano, novo começo”, não é isso que a gente vive falando? Especialmente depois de um ano tão difícil quanto 2016, queremos acreditar no clichê dos novos começos e da oportunidade de começar do zero. Isso se repete ao longo dos meses e das semanas em menor escala, porque parece que é mais fácil começar algo com a renovação de um ciclo. Na mudança de ano, então, idealizamos tudo que queremos mudar e fazemos as tais resoluções, geralmente pra nunca cumprir.

Ao mesmo tempo, sempre encontramos aquelas pessoas que odeiam essa lógica, que falam que você pode começar algo novo em qualquer dia do ano. Podemos? Podemos, mas se você sente que vai conseguir mais motivação começando em um dia específico, por que não usar isso a seu favor?

O problema é quando a gente nem tenta começar, ou quando largamos uma meta sem terminá-la. Isso acaba dando uma má reputação às resoluções, mas eu acredito firmemente nelas e acho que, como qualquer método, se trata apenas de achar a fórmula que mais funciona pra você. Com 5 passos simples, eu prometo que você vai conseguir montar e seguir uma lista de resoluções que vai te ajudar a crescer como pessoa.


1. Não tenha resoluções demais

Na inspiração do momento, acabamos pensando em tudo que gostaríamos de fazer pra nossa vida em geral, não nesse ano. Isso pode acabar gerando uma lista gigantesca e com muitos objetivos grandes, o que torna mais provável que você vá se perder nela e não saber como começar.

Se for seu primeiro ano levando as resoluções mais a sério, se imponha um limite de 10 metas. Se você já tiver feito isso antes, pode passar um pouco, mas não é muito bom ter mais de 20. Não adianta querer abraçar o mundo de uma vez só.

2. Seja honesto consigo mesmo e realista

Se você nunca teve o hábito de correr, não vai dar certo cumprir uma resolução de correr uma maratona. Hábitos e estilos de vida não mudam da noite pro dia, e sim ao longo do tempo. Não coloque objetivos grandes demais na sua lista, porque é muito provável que eles sejam a linha de chegada de um caminho muito maior do que um ano, e isso só vai te deixar se sentindo frustrado.

Se você tem metas grandes, faça um esforço para quebrá-las em metas menores. A chave pra essas grandes mudanças de estilo de vida é ter um progresso estável e consistente, chegando mais perto do seu objetivo final ao longo do tempo, não subitamente. Mudanças radicais raramente funcionam. Além disso, à medida que você for conquistando objetivos menores você vai perceber o seu desempenho sempre melhorando, e isso vai te motivar cada vez mais a chegar aonde você quer.

Isso não quer dizer que você não pode ter resoluções difíceis na sua lista, pode até ser legal e motivante se desafiar a cumprir algo mais complicado. Só tente fazer com que a sua lista como um todo seja possível pra você, já que você se conhece e sabe seus limites. Equilibre metas grandes com metas menores, que também vão te motivar a cumprir a lista toda quando você completá-las.

3. Seja o mais específico possível

Evite resoluções muito genéricas como simplesmente viajar ou ser mais saudável. Essas coisas são mais conceitos do que metas tangíveis, e acabam sendo mais difíceis porque você não vê um caminho claro e objetivo de como chegar lá, só uma ideia geral na sua imaginação que você acha agradável.

Sempre que possível, coloque suas resoluções em números ou as especifique pra representarem mais exatamente o que você quer alcançar. Um jeito melhor de colocar as resoluções acima seria especificá-las como conhecer 3 lugares novos e cumprir as recomendações dos médicos.

Tente reescrever suas metas várias vezes, sendo cada vez mais específico sobre o que você quer alcançar. Isso vai deixar mais claro o que você tem que fazer pra chegar lá e vai te ajudar a ter uma ideia melhor do seu progresso.

4. Mesmo que você não cumpra tudo, comece tudo

Se você está acostumado a procrastinar, o mais provável é que você nem vá começar a levar suas resoluções a sério até o meio do ano chegar e você perceber que o tempo está passando. Aproveite a explosão de motivação que o ano novo trás e comece todas as suas resoluções o mais cedo possível.

“Um corpo em movimento tende a permanecer em movimento” pode ser uma lei da física, mas também se aplica a produtividade. E, no fim das contas, cumprir sua lista de resoluções é ser produtivo. Quando você começa uma tarefa é muito mais fácil continuar trabalhando nela ao longo do ano, além de ter motivação.

É totalmente normal não conseguir cumprir todos os seus objetivos, até porque às vezes somos pegos de surpresa por imprevistos que podem impossibilitar ou dificultar muito uma das nossas resoluções. Não tem nenhum problema em não cumprir sua lista toda, mas é bem melhor ter começado tudo e terminado algumas coisas do que ter terminado algumas coisas e nem ter tocado em outras.

5. Trate as resoluções como metas

Pode parecer que as duas palavras são sinônimos, mas não são. O conjunto de significados que vêm à nossa mente quando pensamos em resoluções é radicalmente diferente daquele correspondente à palavra “metas”. Metas são algo a ser cumprido, são mais sérias. Resoluções são coisas que você gostaria de cumprir, mas não precisa priorizar.

Ao trocar a palavra que você usa pra pensar numa lista de objetivos, você também muda a sua mentalidade quando for lidar com eles. Quando você encara sua lista com mais seriedade (mas não muita, se não vira uma obrigação e fica chato) é mais provável que você se policie para cumprir o que você colocou nela. Eu, pessoalmente, acho que essa é a parte mais importante desses passos todos, porque estamos muito acostumados à ideia de resoluções como algo que não vamos cumprir.


E aí, você já montou sua lista de resoluções pra 2017? Como foram as suas tentativas anteriores de cumprir suas resoluções? Você ama, odeia, ama odiar ou odeia amar essas listas e a mentalidade delas? Me conta aqui embaixo ou no facebook!!

Amanhã vou postar a minha lista desse ano tanto pra exemplificar o post de hoje quanto pra trocar figurinha com vocês, porque adoro ver as listas dos outros. Até mais!


Reflexões de hoje:

Qual o estilo de vida que eu quero ter no futuro e quais são os passos a percorrer até lá?

O quanto eu posso especificar meus objetivos?

Como eu estou pensando sobre as minhas resoluções?

Anúncios

Um comentário sobre “5 passos para realmente cumprir suas resoluções de fim de ano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s