5 passos para realmente cumprir suas resoluções de fim de ano

“Novo ano, novo começo”, não é isso que a gente vive falando? Especialmente depois de um ano tão difícil quanto 2016, queremos acreditar no clichê dos novos começos e da oportunidade de começar do zero. Isso se repete ao longo dos meses e das semanas em menor escala, porque parece que é mais fácil começar algo com a renovação de um ciclo. Na mudança de ano, então, idealizamos tudo que queremos mudar e fazemos as tais resoluções, geralmente pra nunca cumprir.

Continuar lendo

Anúncios

4 listas para manter atualizadas

Tempo necessário: 10-20 minutos

Se você se parece com a maior parte do mundo, você tem algumas listas que mantém atualizadas ou refaz de vez em quando, de coisas a fazer à lista de compras do supermercado. Talvez você tenha mais algumas listas temáticas, ou tenha várias. Mesmo assim eu vou tentar te convencer que você precisa de mais quatro na sua vida (ou talvez não precise exatamente, mas possa se beneficiar delas de qualquer jeito).

Cada lista é mais adequada e beneficia mais um tipo de pessoa e momentos diferentes da vida de cada um, mas todas podem te ajudar a pensar sobre o que você já fez e o que gostaria de fazer a seguir.

Continuar lendo

Você já fez nada hoje?

Tempo necessário: 10-30 minutos

Com uma cultura que prega o multitasking e o acúmulo de obrigações e projetos pessoais que é quase regra quando falamos de jovens adultos, é comum pensarmos que tempo sem fazer nada é tempo jogado fora. A culpa que bate depois de uma soneca no meio do dia ou depois de um tempo alternando entre redes sociais vem nos lembrar que podíamos estar fazendo alguma coisa “mais útil” com nosso tempo, que já é escasso.

Contrariando essa percepção, hoje eu venho pregar a palavra dos benefícios de não fazer nada. E no caso “nada” é nada mesmo. Absolutamente nada. Olhar-pro-teto-por-meia-hora-só-respirando nada. Vai te fazer bem, eu juro.

Continuar lendo