O problema com a inspiração (OU: voltei)

Você provavelmente achou que o bloguinho tinha morrido, tadinho. Mas não morreu. Quase quatro meses depois (nossa, QUATRO MESES) eu voltei, com um post que é sim pertinente ao tema mas também ao lapso esquisito que tivemos nesse período.

A semana do bullet journal (que agora é realmente uma patente, tipo no poo, infelizmente) não foi uma ideia tão boa a médio prazo. Eu fiquei com um pouco de raiva de ter tido que postar quando eu não tinha nada pra dizer e admito que fiz alguns posts bem sem vontade, masss isso mudou. Espero. Enfim. Vamos por partes.

Continuar lendo

Anúncios

A arte da procrastinação estruturada

Acho que um tópico mais do que justo depois desse breve desaparecimento (sinto muito por isso, aliás) é a famosa procrastinação. Mais especificamente, a procrastinação estruturada, que é um termo inventado por John Perry, professor de filosofia. Eu peguei o livro dele (The Art of Procrastination, ou A Arte da Procrastinação) emprestado com uma amiga há algumas semanas, e quando eu finalmente parei de procrastinar o suficiente pra ler, me identifiquei com muito do que ele fala.

Basicamente, Perry diz que procrastinação não é uma falha de caráter ou de personalidade que deve ser corrigida a qualquer custo, como nos convenceram os que não têm esse problema. Ela pode ser um obstáculo ou pode ser simplesmente um método diferente de cumprir tarefas, principalmente se você for, como eu, um procrastinador estruturado.

Continuar lendo